5 maneiras de melhorar sua inteligência emocional

Por Booz Kombucha    |    27 de junho de 2019
Em uma modernidade onde vivemos constantemente ativos e conectados uns aos outros, manter a estabilidade mental e tomar sempre as melhores decisões para sua vida pode ser uma tarefa difícil.

Controlar a nossa impulsividade e compreender nossas emoções parece até um sonho distante em meio a uma rotina estressante e as diversas responsabilidades exigidas todos os dias. Mas não se preocupe, é possível aprender a trabalhar essas emoções e usa-las em benefício próprio ao treinar a sua Inteligência Emocional (IE).


Dentre os benefícios de trabalhar a sua IE estão:
 
  • Mais equilíbrio emocional
  • Mais autoconfiança
  • Diminuição dos níveis de estresse e ansiedade
  • Maior capacidade de decisão


Seja para controlar o estresse diário, ou para se sentir mais seguro na construção e administração de relações pessoais/profissionais, ter uma boa inteligência emocional é essencial para se tornar uma pessoa bem sucedida, e nesse artigo você aprende 5 maneiras de melhorar a sua. Confira:

 
Conheça seus próprios limites



Imagine que após um dia cansativo no trabalho, aquele relatório que você prometeu terminar em casa não está saindo da maneira que você imaginou. Nesse momento o nosso cérebro começa a nos encher de preocupações como: “Será que eu vou conseguir terminar? Será que o resultado será satisfatório?”

Se esse for o caso, talvez seja a hora de fazer uma reflexão:

Será que você não está cobrando demais de si mesmo?

O corpo humano é uma complexa máquina biológica, mas que também possui seus limites.

Portanto separe no mínimo 10 minutos de seu dia para refletir e organizar melhor suas tarefas. Procure soluções inteligentes para diminuir essa carga, como o uso de apps de organização, ou simplesmente gaste aquele dia de folga que você vem guardando há meses.

Uma pessoa que sabe reconhecer suas limitações tem mais facilidade e ferramentas para superá-las!

 
Trabalhe suas emoções negativas



Lidar com emoções negativas é algo comum e parte essencial de todo processo de aprendizado.

O problema é quando deixamos essas emoções tomarem o controle por muito tempo, já que elas acabam influenciando nossas decisões e permitindo que a nossa impulsividade seja responsável por elas. Para entender essas emoções, primeiro é preciso identificá-las.

Aplique uma mudança de mentalidade e passe a olhar para esses problemas de uma forma analítica ao invés de reativa:

Quais são os gatilhos que causam essas emoções?
De onde elas surgiram em primeiro lugar?
Como eu posso lidar com o problema de uma maneira realista?

Se precisar, use um papel para responder essas perguntas. Seja criativo(a)! O importante é que a reflexão e a autoanálise tomem o lugar da emoção.

 
Trabalhe sua motivação



Nem todos os dias acordamos dispostos e empolgados para realizar todas as tarefas que planejamos. O desgaste mental causado por uma rotina repetitiva aliado ao cansaço físico pode dar um golpe duro na nossa motivação, por isso é preciso encontrar maneiras para exercitá-la.

Que tal tentar uma nova abordagem para realizar suas tarefas no trabalho?
Assistir palestras e workshops também são táticas valiosas que podem te ajudar sentir mais motivado(a).

Com o advento da internet, o que não faltam são opções! Em alguns segundos de pesquisa você pode encontrar uma entrevista com uma de suas inspirações e descobrir que o percurso dele(a) também não foi fácil.

 
Autocontrole: Tomando decisões conscientes



Sabe aquela afirmação que você fez em um momento de raiva e depois se arrependeu? Alguma decisão que depois de algum tempo você julgou que foi precipitada? Essas situações mostram a importância de termos autocontrole.

Estar no controle de si mesmo significa ser capaz de sempre tomar decisões de maneira consciente e coerente com seus valores e ideais. Aqui você precisa adquirir a capacidade de se autoanalisar em momentos de dificuldade, e mesmo durante uma crise, ser capaz de julgar sua própria tomada de decisões.

Se você se encontra em uma situação que é capaz de afetar seu julgamento, o ideal é respirar por alguns minutos e refletir sobre o todo.

Dica: A meditação pode ser uma ferramenta valiosa para estimular o autocontrole, já que é um exercício que diminui o estresse e ansiedade, além de aumentar a concentração.

 
Trabalhe sua paciência e empatia



Ser uma pessoa paciente até mesmo em momentos críticos pode até não parecer uma tarefa fácil, mas precisamos lembrar que como em qualquer outro aprendizado, a prática leva a perfeição.

Ter um olhar empático e tentar entender que cada pessoa possui sua própria história e personalidade pode ajudar nessa tarefa.

E mais importante:

Não subestime o valor das relações interpessoais para a sua inteligência emocional, elas estimulam a comunicação, fortalecem a sua identidade e são indispensáveis para ter uma mentalidade resiliente.




Gostou das dicas? Conta pra gente nos comentários!

receba nossas novidades

Obrigado, recebemos seu email!
Ops, algo deu errado. Verifique o email digitado.